Perfeccionismo no trabalho: Nem sempre é qualidade

Você se considera um(a) perfeccionista? Geralmente, as pessoas que possuem perfeccionismo acham que está fazendo um bem a si mesmo… Mas qual é o limite entre o fazer bem e o mal a si próprio?

Rose Gonçalves, da Assessoria em Beleza, explica que quem possui perfeccionismo ao extremo precisa ter cuidado, pois, pode ser uma disfunção e isso atrapalha na rotina.      “Ele sempre achará que o que faz não é o suficiente e essa auto cobrança o afasta das pessoas. Por este motivo, é bom ficar atento para que não o prejudique na vida pessoal e profissional”, diz.

Para ela, o profissional deve entender se essa auto cobrança é sadia, como forma de sempre buscar se aperfeiçoar e não se colocar para baixo.”A cobrança preciso ser em algo específico e não em tudo que faz“, acrescenta.

Mas lembre-se: Nem todo ato de perfeição pode ser um problema. Se você chegou a conclusão de que é um perfeccionismo sadio, busque sempre melhorar naquilo que você quer fazer, sem culpas de errar e sem traumas passados. Procure o novo. “Porque o sucesso, como sempre digo, vem com o trabalho!“, finaliza.

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s