Como Lidar Com Pessoas Difíceis no Trabalho.

Esta aí uma resposta difícil de achar,não é? As pessoas são diferentes e nós precisamos entender de uma vez por todas isso. Mas para ajudar melhor neste entendimento, dê uma olhada nestas dicas e torne as coisas no seu ambiente de trabalho um tanto mais fácil:

O Solitário
Ele tem necessidade de ficar só. Parece que vive fora deste mundo. De aparência muito reservada, prefere não estabelecer contato com os outros, o que certamente é fonte de mal entendidos. Gosta de trabalhar só e é capaz de criar o seu próprio mundo pois o seu poder de imaginação é fantástico.
Se você é o chefe: busque entrar no seu mundo sem, no entanto, invadir. Respeite o seu silêncio e aprenda a ouvi-lo pois ele tem grande poder de observação e pode contribuir muito. Se você o valorizar ele irá se aproximando pouco a pouco. Como seu chefe você pode interagir mais através de mensagens, antes de procurar um contato pessoal.
Entre colegas: Não reclame de sua ausência nas festas de aniversário do departamento, isto não quer dizer que ele não gosta do aniversariante. Convide-o , mas não espere que ele apareça.

O Desconfiado
Ele vê mal em tudo… Cada acontecimento desagradável que acontece com ele ou perto dele é interpretado como um ato premeditado para prejudica-lo… Então… Antes de ficar irritado com ele lembre-se que ele sofre, pois ele não confia em ninguém (ou em quase ninguém) e certamente não confia em você, que poderia apoia-lo.
Se você é o chefe: Antes de mais nada, não o persiga, não dê a ele nenhum pretexto para dizer: “Eu tinha razão! Não posso confiar”. Seja firme, mas não irritadiço, nada de emoções mal controladas e, principalmente, não se arrisque tentando jogar o jogo dele, provavelmente ele é um mestre.
Também, não fuja do conflito. Esclareça os mal entendidos. Mas, exprima-se de forma clara. Se for emitir uma crítica seja específico, diga, por exemplo: “Não gostei quando você foi falar com Fulano sem me avisar” .Principalmente, evite comentários vagos do tipo: “Assim não dá” ou “É difícil trabalhar com você”. Evite também despertar desconfianças, por exemplo, respondendo sem demora às suas mensagens.
Frequentemente, ele é um bom estrategista, pensa em todas as possibilidades, assim ouça-o quando for tomar decisões sobre como fazer para “chegar lá”.
Entre colegas às vezes a situação é menos tensa. Mas não custa nada evitar criticar a sua pessoa, limite-se a reclamar de seus atos.

O Sedutor
Ele é terrível, seduz tudo que se move. Não consegue não fazê-lo. Claro, esta é a sua manobra para chamar atenção. É um tipo de personalidade que quer ser vista, observada e por conseguinte apreciada.
Se você é o chefe: se cruzar o olhar com ele e ele te lançar um olhar terno acompanhado de um sorriso encantador, não se assuste! Também não pense que ele quer te namorar. Para ele, é simplesmente um passatempo. Dê atenção a ele, mas não em demasiada. Faça-o ver que você conhece o jogo dele e que não o leva a sério, nem aos seus avanços. Não faça o jogo dele! Como seu chefe, seja você mesmo…
Entre colegas: às vezes demonstra um certo ciúme e mal suporta que você tenha outros amigos, não valorize suas queixas, reafirme sua amizade e continue com sua vida.

O Inibido
É difícil faze-lo sair da casca. Não gosta muito de pessoas e evita se expor, foge das discussões em grupo. Parece , às vezes esnobe ou antipático, mas é simplesmente, uma pessoa muito sensível que tem, o tempo todo, medo de ser rejeitada. Sente-se inferior e sofre com a própria falta de confiança. Tanto que às vezes chega a ter medo de ser promovido. Claro, não suporta ficar sob os holofotes.
Se você é o chefe: mostre a ele que você leva em conta a opinião dele, assim prove que suas ideias não são tão bobas como ele pensa e que não é porque vocês dois não pensam igual que ele deve se calar. Por fim, proponha tarefas com dificuldades progressivas. Pouco a pouco, superando os desafios, a confiança dele pode retornar. Se conseguir conquistar sua amizade, vai falar mais facilmente, pois não se sentirá tão inseguro com você.
Entre colegas: as relações podem ser mais tranquilas pois ele tem chance de conhecer os colegas melhor e não tem a “barreira” da hierarquia. Mas se você quer ajuda-lo convide-o para almoçar cada dia com um ou dois colegas diferentes de forma que progressiva e lentamente ele vá alargando seu círculo de confiança.

trabalho-de-equipe1

 

 

De: Eliana Dutra

Comente

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s